Domingos Disney | 3 dramas subestimados

4.23.2017

Como a Disney não é só sinónimo de animação e filmes de fantasia/super-heróis, hoje vou recomendar-vos 3 dramas. Todos eles são filmes que eu considero subestimados uma vez que oiço poucas pessoas a falar deles ou interessadas em vê-los. 
Vou falar-vos então de: Mcfarland, The finest hours e The straight story, todos eles filmes inspirados em histórias verídicas.


Horas decisivas foi lançado o ano passado e, infelizmente, não foi muito bem recebido pela crítica. Este decorre em 1952, quando uma grande tempestade atingiu Nova Inglaterra causando estragos enormes no petroleiro T-2. Quando a notícia chega à estação da Guarda Costeira dos EUA, em Chatham, Massachusetts, o Subtenente Daniel Cluff ordena uma ousada operação para resgatar os homens presos. [IMDB]
Sim, realmente o filme não é excelente uma vez que acho que tinha potencial para ser ainda melhor mas, mesmo assim, é um filme bastante sólido. Para mim, a sua maior falha é a história de amor que tentam impingir-nos e que não acrescenta nada ao filme. No entanto, as cenas de resgate em alto-mar e as cenas das manobras que os homens no navio procuram efectuar para evitar que este se afunde são bastante impressionantes e intrigantes, e são elas que captam facilmente a nossa atenção. Os efeitos especiais são muito bons, tem uma boa realização e maioria das interpretações é sólida, salvo alguns sotaques e com destaque para Casey Affleck e Chris Pine.
Este é um filme old school, que certamente não vos irá conquistar pela sua originalidade, mas que recomendo para quem gosta de filmes inspiracionais e dramas de resgate.


McFarland, USA é um filme de 2015 realizado por Niki Caro e inspirado em eventos reais. Quando Jim White (Kevin Costner) perde o seu emprego de treinador de futebol, ele é obrigado a mudar-se para McFarland, uma pequena cidade da Califórnia com uma grande comunidade latina. Aí ele vai descobrir alguns jovens com talento, não para o futebol mas sim para o corta-mato. [IMDB]
Este é um filme muito ao estilo dos filmes de desporto inspiradores da Disney e, como tal, à partida não traz nada de muito novo em termos de estrutura. No entanto, não deixa de ser um bom filme com boas interpretações, tanto do Kevin Costner como dos jovens actores, e com uma mensagem muito positiva. Numa América cada vez mais intolerante, é importante quando surgem filmes que promovem a união entre pessoas com backgrounds diferentes e incentivam a entreajuda nas comunidades. É um filme que consegue balançar bem os momentos de desporto com o desenvolvimento de personagens, não sendo nunca excessivamente dramático ou doce.
É um filme com um bom ritmo, que entretém bastante e que funciona bem como um feel good movie para toda a família.


Uma história simples (1999) é, como o próprio nome indica, uma história bastante simples e linear. É baseado num caso verídico e é um retrato da viagem de um homem através do coração da América. Quando Alvin Straight (Richard Farnsworth) descobre que o seu irmão, que não vê há cerca de 10 anos, teve um enfarte, ele decide que quer fazer as pazes  e parte numa viagem com cerca de 400 km quilómetros usando apenas um cortador de relva como meio de transporte. [IMDB]
Este é um filme que retrata de uma forma bastante genuína pessoas reais, e que aborda temas importantes, como a família, espírito de entreajuda e velhice, de uma forma sentida mas subtil. O seu ritmo é lento mas acaba por conferir um encantamento especial ao filme. Há um grande foco nas paisagens dos locais por onde Alvin passa e nas pessoas que ele vai encontrando ao longo do caminho, funcionando assim como um bom retrato da América e dos seus habitantes. É um filme com pouco diálogo uma vez que esta é também uma viagem interior para o Alvin já que ele está numa fase da vida em que tem de lidar com a sua própria mortalidade. Conseguimos facilmente compreender os vários dilemas e ansiedades de Alvin graças sobretudo à excelente interpretação de Farnsworth que confere bastante humanidade e emoção à personagem, Vale a pena também pela bonita fotografia e realização, curiosamente de David Lynch (aqui num filme bastante atípico para ele).
Sem dúvida, que este não é um filme para todos mas se gostam de filmes mais quietos e intimistas não deixem de assistir a este.




Já viram algum destes filmes? 


Enviar um comentário

Latest Instagrams

© Serão no Sofá. Design by FCD.