Ponyo (2008) & The secret world of Arrietty (2010)

4.25.2017


Hoje venho falar-vos dos últimos dois filmes que vi para o projecto #Studio Ghibli (Re)watch: Ponyo (2008) e The secret world of Arrietty (2000). Estou quase a terminar este projecto! Só me faltam 4 filmes para terminar toda a filmografia dos estúdios Ghibli.


Ponyo é um filme de 2008, realizado pelo Hayao Miyasaki, que foi inspirado na história da Pequena Sereia. O protagonista do filme chama-se Sosuke e é um filho de um marinheiro que vive uma vida tranquila com a sua mãe num penhasco junto ao mar. Tudo muda quando ele encontra um peixe preso numa garrafa na praia, o qual ele acaba por salvar e dar-lhe o nome de Ponyo. No entanto, Ponyo não é um peixe comum e usando a magia do seu pai, ela transforma-se numa menina para ficar com Sosuke por quem se apaixonou. Esta transformação vai acabar por desencadear uma série de acontecimentos incríveis com os quais os nossos protagonistas terão de lidar.


Sempre encarei este filme como um dos filmes mais infantis do estúdio e do realizador e, por isso, nunca o levei muito a sério. Surpreendentemente então, acabei por gostar muito do filme e diverti-me imenso ao assisti-lo em família. A história realmente lembra muito a história da Pequena Sereia mas, uma vez que estamos a falar de animação japonesa, esta acaba por ter toques mais inconvencionais e imaginativos. Gostei da aventura, magia e folclore presentes no filme, bem como do seu aspecto visual (de notar que o filme foi feito à mão, com aquarelas). As personagens são também bastante divertidas e, algumas delas, bastante bizarras.
Este é, sem dúvida, um dos filmes menos adultos do estúdio mas nem por isso deixa de ser um dos seus melhores. Consegue trazer uma boa história com uma pitada de infância e outra de fantasia. ★★★★☆




O mundo secreto de Arrietty é um filme de 2010 baseado no livro infantil The Borrowers de Mary Norton e, de certo modo, lembra a história da Polegarzinha. Este filme conta-nos a história de Arrietty e da sua família, todos eles pessoas pequeninas, que vivem secretamente nas paredes e chão de uma casa e "pedem emprestado" às pessoas grandes aquilo de que precisam para sobreviver. No entanto, a sua vida vai mudar quando um rapaz se muda para esta casa e descobre Arrietty.


Eu adoro a premissa deste filme pois quem nunca sonhou em criança com a existência de pessoas pequeninas e deu asas à sua imaginação? Um dos pontos fortes deste filme acaba por ser então a construção do mundo de Arrietty e da sua família. É muito engraçado ver como eles utilizam os nossos objectos no seu dia-a-dia e o uso inusitado que eles fazem de alguns. Visualmente, o filme é também lindíssimo e explora muito bem o mundo da Arrietty. Apesar de o filme ter um pouco de aventura, uma vez que as tarefas mundanas podem ser um desafio para esta família, este acaba por ser também um drama uma vez que o rapaz que se muda para a casa de Arrietty está bastante doente e sente-se bastante sozinho. De uma forma geral, gostei das personagens mas acho que gostava de ter visto mais interacção entre a Arrietty, o Sho e a sua família.
Apesar de não ter gostado tanto deste como do Ponyo, recomendo-o muito por ser uma história ternurenta e visualmente criativa. Além disso, este é um filme perfeito para a Primavera devido às suas magníficas imagens de flores e jardim e encantadora banda sonora. ★★★☆☆½



E vocês? Já viram algum destes filmes?

Enviar um comentário

Latest Instagrams

© Serão no Sofá. Design by FCD.